Chove em Ilha Solteira e Marinópolis depois de cerca de 70 dias e ventos fortes são registrados na região

Depois de aproximadamente 70 dias sem chuva, volta a chover em Ilha Solteira e Marinópolis e ventos fortes são registrados em toda a região Noroeste Paulista.


Segundo a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira que monitora o clima na cidade e região foram registrados 10,4 milímetros de chuva e veio em alta intensidade, as 16:10 h chegou a ser registrada a intensidade de 97 mm/hora e os ventos chegaram a marcaram mais de 45,3 Km/h.





O destaque fica para a intensidade da chuva e padrão de chuvas. O Professor Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez destaca que o "monitoramento climático feito pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira  através da Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista vai muito além de oferecer aos Produtores de Alimentos Irrigantes a possibilidade de realizar o manejo correto da irrigação, pois podem contar com a estimativa e divulgação da evapotranspiração. A chuva de ontem, de 20 minutos apenas, mas em alta intensidade, pode ser prevista e antecipada pela Defesa Civil por exemplo, que pode se planejar para chuvas intensas. Chuvas intensas tem um padrão que antecipa sua ocorrência: ontem a temperatura caiu quase 11ºC em 15 minutos, ao mesmo tempo em que a velocidade do vento aumenta, o vento muda de direção e a umidade relativa sobe. E o resultado final foi uma chuva de baixo volume, com elevada intensidade, chegando a 97,2 mm/hora, deixando a sensação de que o volume foi grande, mas foram apenas 10,4 mm em Ilha Solteira. Nas cidades, alagamentos, no campo, curvas de nível e terraços muitas vezes não suportam uma intensidade alta da chuva". 



Gráfico ilustrativo das condições do tempo nos momentos que antecedem a chuva.

Recebemos as fotos da Avenida Brasil, em Ilha Solteira logo após as chuvas, mostrando a dificuldade das galerias pluviais escoarem o volume de água que caiu.








 Fotos cedidas por Juliana Aparecida Pereira da Silva.

Marinópolis
Em Marinópolis forma 30 minutos de chuva, deixando também 10,4 mm e a intensidade máxima da chuva chegou à 40 mm/hora às 17:55 horas e o vento máximo foi de 36,4 km/hora, vindo de Noroeste  às 17:53 horas recebendo a classificação de muito forte.

Noroeste Paulista
Ao longo da semana que encerrou, um pouco de chuva chegou a ser registrada em alguns municípios com maior volume em Itapura, com 4,8 mm, inferior aos 10 mm que caracteriza um dia de chuva na agricultura e assim, insuficiente para interromper a contagem que caracteriza a região com quase 70 dias sem chuva. 

A Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista operada pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira registra entre 70 dias sem chuvas em Paranapuã e 75 dias em Pereira Barreto, na região da margem direita do rio Tietê, onde se localiza a Estação Bonança. Em 2015, o número de dias sem chuvas - ou de seca - variou na região entre 49 e 61 dias, mas em 2013, a estação seca chegou a durar 94 dias, compreendendo o período entre 26 de junho a 28 de setembro. Em 2016, as últimas chuvas registradas tiveram grande variação na região, com 13 mm em Pereira Barreto (Estação Santa Adélia) e Itapura até 40 mm na porção oposta do município de Pereira Barreto (Estação Bonança) e em Marinópolis. 

O mês de agosto tradicionalmente seco e quente surpreende este ano com temperaturas baixas. no dia 11 de agosto a temperatura começou a cair bruscamente a partir das 18 horas e foi registrada uma das madrugadas mais frias do ano na região. Populina teve 8,1ºC às 05:29 horas, Marinópolis 9,1ºC às 05:46 horas e ventos forte nesta manhã e Ilha Solteira registrou 11,7º às 07:03 horas.
E desde domingo (14) as temperaturas voltaram a subir e assim registraram ontem temperaturas elevadas como em Ilha Solteira que chegou a 37,2ºC sendo a temperatura máxima mais alta registrada no mês de agosto no município.


E os ventos na região registrou 41 Km/hora e 27 Km/hora em Pereira Barreto respectivamente nas estações Bonança e Santa Adélia.





Fique ligado na informação
Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira disponibiliza as variáveis climáticas coletadas pela Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista através do Canal CLIMA da UNESP Ilha Solteira (http://clima.feis.unesp.br) de forma livre e gratuita e além de dar suporte ao irrigante para que ele pratique o adequado manejo da irrigação através da estimativa da evapotranspiração, oferece o acesso de dados para qualquer pessoa que deseja saber mais sobre o clima no Noroeste Paulista. A atualização de dados é feita a cada cinco minutos, com gráficos, figuras, tabelas, mapas e ainda o banco de dados histórico das oito estações automáticas.

Já a Imprensa, Internautas e demais interessados podem receber informações climáticas e os resultados das pesquisas e demais atividades desenvolvidas através do press-releases preparados pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira. O cadastro deve ser feito em http://www.agr.feis.unesp.br/faleconosco.php

SERVIÇO:
- Informações sobre agricultura irrigada e agroclimatologia no noroeste paulista são publicadas regularmente BLOG da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira em http://irrigacao.blogspot.com
- Números e gráficos das estações agrometeorológicas no noroeste paulista estão emhttp://clima.feis.unesp.br
- Canal da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira: www.agr.feis.unesp.br/irrigacao.php
- Canal no YouTube: http://www.youtube.com/fernando092
- Canal CLIMA da UNESP Ilha Solteira: http://clima.feis.unesp.br
- Pod IRRIGAR - O Pod Cast da Agricultura Irrigada: http://podcast.unesp.br/podirrigar
- Fan Page no FaceBook: https://www.facebook.com/ahiunespilhasolteira
- Informações também em (018) 3743-1959

Nenhum comentário:

Postar um comentário