Noroeste Paulista registra as temperaturas mais altas do ano de 2015

Depois do inverno registrar temperaturas acima da média, a estação das flores registrou hoje (16) a temperatura mais alta do ano em alguns municípios do Noroeste Paulista.

De acordo com a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira que monitora o clima da região, todos os municípios monitorados Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista ultrapassaram a temperatura de 39°C.

As cidades que ficam a direita do Rio São José dos Dourados registraram temperatura mais quente do ano de 2015. O município de Marinópolis que tinha chegado a maior temperatura do ano com 39°C no dia de ontem (15), marcou hoje 40,6° C. As cidades de Populina e Paranapuã registraram 40,1 e 40,2°C respectivamente.

No município de Ilha Solteira os termômetros chegaram a 40,4°C porem não foi maior que a temperatura de 40,8°C registrada no mês de janeiro. Sud Mennucci a temperatura máxima foi de 40,3°C não ultrapassando, por puco, a temperatura mais alta do ano registrada também no mês de janeiro com 40,7°. As duas estações localizadas no município de Pereira Barreto não registraram temperaturas maiores que 40°.

A umidade relativa do ar mínima, apesar de baixa em toda a região, a mais extrema são nas cidades de Populina, Marinópolis e Paranapuã, deixando em estado de alerta, abaixo dos 20 %, entrando em estado de alerta segundo a OMS (Organização mundial da saúde). Todos os demais município registra umidade relativa que variam 20 a 28 % - em estado de Atenção .   


A evapotranspiração, processo de evaporação de água do solo somado a transpiração das plantas, é indispensável aos irrigantes para realizar um bom manejo da irrigação. Esta variável marca acima dos 5 milimetros/dia quase todos os municípios, ficando abaixo apenas Pereira Barreto e Sudd Mennucci. 

Conheça mais sobre a AHI da UNESP Ilha Solteira e interaja conosco a partir de:
Acompanhe todo o trabalho da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP de Ilha solteira a partir de:
Skype: equipe-lhi
Email: irriga@agr.feis.unesp.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário