Postagens

Imagem
PodIrrigar - Sem as águas de março, de abril e de maio e sem planejamento e investimentos fica complicado produzir alimentos No começo de abril uma edição do PodIrrigar e também em artigo assinado intitulado "Sem as águas de março, só com planejamento e investimentos" mostramos os números das chuvas em 2020 e em 2021 até março e as consequências para aqueles que se dedicam à produzir alimentos. Chamamos a atenção para refletirem não somente para os ganhos de produtividade com os investimentos em sistemas de irrigação, mas também sobtre o custo da "não irrigação", ou seja, em quanto se perde por acreditar que a chuva virá na hora e quantidade adequada e não vindo, o quanto perdemos em frustação da safra. Vamos aos números do Noroeste Paulista e depois ampliamos! Fechando maio, deveríamos ter registrado em média histórica até o momento 654 mm, porém, a  Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista operada pela UNESP registrou a média de 367 mm (menos 44% do esperado) e

Entendendo a evapotranspiração e a sua importância

Imagem
[PodIrrigar] Atual edição do Informe Agropecuário destaca os avanços tecnológicos na irrigação Flávio Gonçalves de Oliveira, professor da Universidade Federal de Minas Gerais, apresenta o histórico e destaques da nova edição do Informe Agropecuário elaborado pela EPAMIG - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, a qual aborda a temática Avanços Tecnológicos na Irrigação. Dentre os temas destaca-se métodos atuais de se estimar a evapotranspiração da cultura, pontuando o uso do Eddy Covariance e aplicação do sensoriamento remoto, buscando assertividade no manejo da irrigação. Irrigar é uma realidade no cenário agropecuário atual e o emprego da tecnologia é indispensável, visando otimizar a produção e garantir a segurança alimentar. Esta foi a edição de 14 de maio de 2021 do PODIRRIGAR - o podcast da agricultura irrigada -, disponível em https://podcast.unesp.br/16121/podirrigar-atual-edicao-do-informe-agropecuario-destaca-os-avancos-tecnologicos-na-irrigacao Prefere o Spotify?

Irrigando feijão no Noroeste Paulista: quando de água a cultura precisa e oportunidades de aprender com Webinares

Imagem
PodIrrigar: Irrigando feijão no Noroeste Paulista: quando de água a cultura precisa Acaba ser publicado no volume 9 da revista Water Resources and Irrigation Management - WRIM - o artigo Estimativa da demanda hídrica do feijoeiro no Noroeste Paulista, de autoria de Larissa Godarelli, Hernandez e Carvalho que traz duas informações importantes ligadas à correta estimativa da evapotranspiração da cultura em função da época de semeadura e da importância da escolha da estação agrometeorológica mais representativa do local que está sendo irrigado. A evapotranspiração da cultura depende da época de semeadura porque as condições climáticas locais variam com o decorrer dos meses, mas tudo começa com a estimativa da evapotranspiração de referência para a correta e precisa estimativas da demanda hídrica das culturas. No caso do feijoeiro quando semeado entre 15 de abril e 15 de agosto em dois municípios da região Noroeste Paulista pode ter as necessidades hídricas da cultura variando entre 221

Apresentação de novo integrante da AHI - Larissa de Carli Borges

Imagem
Olá, meu nome é Larissa de Carli Borges  tenho 21 anos e sou  natural de  Santa Cruz da Conceição - SP. Eu sempre tive a certeza de  que gostaria de cursar Agronomia  foi então  que tive minha primeira grande oportunidade  n o ano de 2018  quando  in iciei a graduação em Engenharia Agronômica  na UNESP – Ilha Solteira . H oje  estou ingressando no   6 º semestre do curso . Ao decorrer d o mesmo   cogitei muitas áreas para atuação, foi então que ao realizar a disciplina de Agrometeorologia me interessei muito na área de manejo de irrigação,   visto que  em diversos  cenário s   é uma atividade que não para nunca. C ontudo  minha segunda grande oportunidade surgiu   em uma conversa com o  Prof. Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez   para ser orientada por ele  e então fazer parte   da  Equipe da Área de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira . Agradeço ao  Prof. Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez  e a  Equipe da Área de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira   pela oportunida

Apresentação de novo integrante da AHI - Matheus Macarini Doná

Imagem
    Olá, meu nome é Matheus Macarini Doná, tenho atualmente, 21 anos e estarei iniciando o 8º semestre do curso de Engenharia Agronômica pela UNESP de Ilha Solteira; sou natural do município de Birigui/SP, conhecido como a capital do calçado infantil. Optei pelo curso de Engenharia Agronômica primordialmente pelo contato com o meio agrícola através de meu avô materno, onde que o mesmo trabalhou durante toda a vida na pecuária leiteira de pequeno porte. Escolher o Laboratório de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira para aprofundar conhecimentos foi uma decisão que levou em consideração a afinidade com o seguimento e visão de que o manejo sustentável da água na agricultura é chave para segurança alimentar da humanidade. Desta forma, tenho o enorme privilégio em ser orientado pelo Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez e poder fazer parte da Equipe da Área de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira , onde que através do sinergismo poderei enriquecer meus conhecimentos e contribu

E as Águas de Março não vieram, resiliência só com planejamento e investimentos

Imagem
PodIrrigar - E as Águas de Março não foram suficientes para fechar como gostaríamos o verão Março se foi e as "Águas de março fechando o verão" como imortalizou o poeta, não vieram como gostaríamos, ao menos na região Noroeste Paulista e que usaremos como exemplo, e a "promessa de vida no nosso coração" ficou comprometida. Está faltando verde aos campos! Nesta região do Estado de São Paulo, assim como em muitas outras, as chuvas, se já não seriam regulares ou bem distribuidas ao longo do ano, estão cada vez mais escassas, no volume e na distribuição da frequência. Por aqui, a Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista operada pela UNESP aponta um volume histórico de 1.193 mm anuais. Em 2019, choveu 1.041 mm (-13%). Em 2020, a chuva radicalizou e na média da região, somou apenas 710 mm, ou menos 35% do esperado , comprometendo não somente a produtividade das lavouras, mas a recomposição do lençól freático e dos reservatórios de água para os diferentes usos, incluind

Webinar "Agricultura 4.0 - O futuro inicia-se no Campo!" com Salomão Medeiros

Imagem
  Participamos  em 5 de março de 2021  do Webinar “ Agricultura 4.0 - O futuro inicia-se no Campo! ” com Luan Peroni Venâncio (IF Goiano) e Moderação de Salomão Medeiros (IFPB) com o objetivo de debater os avanços e as perspectivas da agricultura irrigada de precisão no uso racional da água na irrigação e no desenvolvimento do Brasil,  Obrigado pela oportunidade Salomão! É sempre um prazer conversar sobre a agricultura irrigada! Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=i6UK78qSi0A