Defesa de Dissertação de Mestrado de Diego Gonçalves Feitosa

Nesta quinta feira dia 27 de fevereiro de 2014 as 8 horas e 30 min, acontecerá no anfiteatro da biblioteca do Campus I da UNESP de Ilha Solteira, a defesa de dissertação do mestrando Diego Gonçalves Feitosa.

Diego é Engenheiro Agrônomo formado pela própria UNESP de Ilha Solteira e iniciou o seu mestrado no Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Área de Concentração de Sistemas de Produção no dia 14 de março de 2011. A banca de defesa será composta pelo Prof. Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez (Orientador), Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos / Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, pelo Prof. Dr. Ricardo Antonio Ferreira Rodrigues, Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos / Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira e pelo Dr. Antonio Heriberto de Castro Teixeira / Doutor em Ciências Ambientais / Pesquisador Embrapa Monitoramento por Satélites.

Diante da grande mudança no uso e ocupação do solo que ocorreu desde 2006 nos municípios de Ilha Solteira, Itapura, Pereira Barreto, Sud Mennucci e Suzanápolis, localizados na região do noroeste paulista, onde a cultura da cana-de-açúcar teve uma grande expansão ocupando as áreas que antes eram ocupadas por pastagens. 

Onde essa drástica mudança do uso do solo pode levar a uma mudança no balanço de energia, interferindo assim no clima da região. A Dissertação com o título "Avaliação temporal e espacial do balanço da radiação, de energia e da evapotranspiração no noroeste paulista, face a mudança no uso do solo" teve como objetivo avaliar o balanço de radiação, de energia e evapotranspiração na região do noroeste paulista, utilizando técnicas de sensoriamento remoto através do algoritmo SAFER, que foi aplicado a 16 imagens dividas em dois períodos, sendo o primeiro de 2001 a 2004 e o segundo de 2008 a 2011.

Como resultado foi possível observar que a área total de produção da cultura da cana-de-açúcar na região de estudo teve uma grande expansão principalmente entre anos de 2006 a 2007 e de 2007 a 2008, passando de 17.542 ha em 2006 para 58.541 ha em 2008, o que representa um aumento de 333,7%, com expansão de pouco mais de 15.000 ha em 2007 e 25.000 ha em 2008 e chegando a 2011 a 72.269 hectares (Figura 1).


Após a avaliação do avanço da cultura da cana-de-açúcar no noroeste paulista, os valores médios de evapotranspiração e dos parâmetros do balando de radiação e de energia foram comparados para dois períodos, sendo o primeiro período de 2001 a 2004 e o segundo de 2008 a 2011, essa divisão buscou proporcionar situações adversas quanto a área ocupada pela cultura da cana-de-açúcar, sendo o primeiro período antes da expansão da cultura e o segundo período após a expansão. Nestas condições, avaliando os parâmetros do balanço de radiação, de energia e evapotranspiração para dois períodos citados, encontrou-se um aumento nos valores de Albedo e da relação H/Rn, após a expansão da cana-de-açúcar na região. enquanto os dados de NDVI, ETa/ET0 e λE/Rn apresentaram uma redução nos valores médios para o mesmo período. 

Esses resultados indicam que esta ocorrendo uma diminuição da cobertura verde do solo, seja pela característica de colheita da cana-de-açúcar onde a palhada tem permanecido cobrindo o solo, ou pelas características da pastagem que ainda permanece como cultura predominando na região e que se encontra na maioria das vezes cada vez mais degradada, aumentando-se assim o albedo e fazendo com que o solo perca mais rapidamente a sua humidade pela evaporação. Já a diminuição nos valores de ETa/ET0 e λE/Rn demonstram que o saldo de radiação esta sendo cada vez menos utilizado na transferência de água para a atmosfera, proporcionando assim maiores valores da relação H/Rn (Figuras 2 e 3) que tem como consequência direta o aumento da temperatura do ambiente.


 


  
No entanto ao se relacionar o valor médio obtido para toda a área de estudo, com os valores médios para algumas classes de uso do solo, as áreas de cana-de-açúcar e de pastagem apresentaram elevados valores de R2, demonstrando uma grande influência da expansão da cultura da cana-de-açúcar e da degradação das pastagens na alteração desses parâmetros do balanço de radiação e de energia, como pode ser observado na Figura 4.




Por fim quantificando o consumo de água na região, considerando a área total de estudo de 280.591 hectares e utilizando o valor médio de ETa de 1,73 mm dia-1 referente a média de todo o período avaliado para toda a área de estudo, é da ordem de 4.854.224,3 m3dia-1

Nenhum comentário:

Postar um comentário