CONIRD: trabalho da aluna Lucicléia Romano que será apresentado no congresso

        Principalmente em época de seca como a que estamos passando, o manejo correto da irrigação é de suma importância para evitar o desperdício de água e manter as culturas em ótimo estado de desenvolvimento, para isso uma das principais ferramentas utilizadas é a taxa de evapotranspiração diária da cultura. Esta taxa é calculada a partir da evapotranspiração de referência, normalmente, fornecida por estações agrometeorológicas distribuídas em todo o país. 
        O custo destas estações é alto, por isso a distribuição espacial delas é limitada, e a representatividade do valor obtido a grandes distancias reduzida, por isso faz-se necessário encontrar uma alternativa viável economicamente para obtenção desta evapotranspiração. Considerando essas informações a Lucicléia Souza Romano, integrante da Área de Hidráulica e Irrigação, junto com o Prof. Dr. Fernando Tangerino desenvolveu um trabalho intitulado "Distribuição espacial e temporal da evapotranspiração de referência do noroeste paulista" que será apresentado no XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem. 
        A pesquisa aborda interpolação de valores médios mensais de evapotranspiração de referência do ano de 2012 obtidos pela Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista e edição de mapas georreferenciados no software ArcGis10 a fim de encontrar um padrão nas disparidades desta variável para gerar um índice que possa ser usado no cálculo da evapotranspiração da cultura, de acordo com o mês e a região definida no estudo. 

Mapa da evapotranspiração média do ano de 2012.

        Ainda objetivamos aumentar a quantidade de dados para conseguir um índice confiável que os agricultores possam usar para o manejo da área irrigada na região do noroeste paulista. O trabalho completo pode ser acessado em nosso site: http://www.agr.feis.unesp.br/pdf/LSR_distribuicao_espacial_temporal_evapotransp_ref_noroeste_paulista.pdf




Nenhum comentário:

Postar um comentário