XXIV CONIRD: ANÁLISE ECONÔMICA E ÁREA IRRIGADA POR PIVÔ CENTRAL NO NOROESTE PAULISTA ENTRE 2010 E 2012.

Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira participará do XXIV CONIRD com vários artigos técnicos, um deles trata do levantamento da área irrigada bem como, do valor da produção agrícola, como de grande importância no cenário agropecuário, pois é necessário quantificar o desenvolvimento da agricultura irrigada ao longo do tempo e mostrar que se faz necessário o uso de sistemas de irrigação no noroeste paulista, quando o objetivo é atingir a máxima produção de acordo com o potencial da cultura. Determinar o crescimento, e o ritmo do mesmo, é tão importante no âmbito educacional, onde se faz necessário um treinamento prévio do produtor para que o mesmo tenha condições de operar o sistema com máxima eficiência, quanto no âmbito econômico, quando o uso irrigação implica em alta produtividade agrícola, possibilidades de até 2,5 ciclos produtivos por ano para culturas anuais, uso de mão de obra qualificada e consequentes salários avantajados.

O uso do sensoriamento remoto foi uma ferramenta essencial para a realização do trabalho denominado ANÁLISE ECONÔMICA E ÁREA IRRIGADA POR PIVÔ CENTRAL NO  NOROESTE PAULISTA ENTRE 2010 E 2012 , por tratar-se de áreas extensas sendo elas a bacia dos rios Turvo e Grande, bacia do rio São José dos Dourados e a margem direita da bacia do Baixo Tietê. O trabalho conclui que houve aumento no investimento por parte dos produtores rurais da região caracterizados pelo aumento no número de pivôs centrais em todas as bacias hidrográficas estudadas.


Para visualizar o trabalho completo, clique aqui.

Outras informações sobre o clima você encontra em: clima.feis.unesp.br.

Confira tudo o que rola na AHI a partir de: http://www.agr.feis.unesp.br/irrigacao.php.


Nenhum comentário:

Postar um comentário