Aula Dois: irrigação ou agricultura irrigada?

"A vida acontece nos fatos, não nas palavras. Confie apenas nos fatos" (Alfred Adler)

Pod Irrigar - Crise pela água e a chegada das chuvas deve ser bem entendida por todos
Falamos da região noroeste paulista, bem distante da Capital, onde grande parte da água utilizada tem origem no Sistema Cantareira que vive uma crise sem precedentes, e ainda lança seus esgotos e efluentes no rio Tietê, e que nesta região vem parar até encontrar o rio Paraná.
Também estamos apreensivos e esta semana tivemos chuvas abundantes que totalizam em novembro 210 mm, muito acima do histórico esperado de 142 milímetros. "Oba, os rios e lagos vão se encher!", muitos erroneamente assim dizem e comemoram o terceiro novembro mais chuvoso da história da região, abaixo apenas das chuvas nos anos de 1994 e 1997.
Mas a recomposição do nível de água dos nos reservatórios não é tão simples assim. Ou seja, não se trata de uma contabilidade simplesmente de mais ou menos. Senão vejamos!
No acumulado do ano, temos até novembro no noroeste paulista um total de 1.141 mm, 5% a mais do que os 1.091 mm esperados, ou ainda apenas 11% do total médio histórico esperado para o ano, que é de 1.277 mm, faltando então apenas 136 mm para "fecharmos" as contas das chuvas. Como esperamos para dezembro 268 mm, logo, a crise se resolve até 31 de dezembro.
Mas ao longo dos 11 meses deste ano tivemos 7 meses recebendo chuva em quantidade inferior ao esperado e mais que isso, o número de dias de chuva faz a grande diferença para a acumulação da água em uma bacia hidrográfica. 
Vejam o exemplo do mês de outubro, quando choveu exatamente o esperado! Duas chuvas foram responsáveis pela quase totalidade da água que caiu na região, mas com intervalo de 18 dias entre elas, que tiveram média de evapotranspiração maior que 5 mm/dia e em alguns dias passando dos 6 mm, o que se viu, foi grande parte da água seguir para a atmosfera novamente na forma de evapotranspiração dos cultivos e da evaporação dos lagos.
Dessa maneira, para recompor nossos reservatórios e o nível do lençol freático e trazer a segurança hídrica que precisamos, esperamos que a chuva venha realmente em quantidade superior a média histórica. E se possível durante vários dias e não em elevadas intensidades e em poucos dias! Este foi o tema do Pod Irrigar - o Pod Cast da Agricultura Irrigada. Ouça também os anteriores.

Aulas
Na nossa primeira aula de Irrigação e Drenagem abordamos os aspectos iniciais do curso, mostramos em detalhes os canais de comunicação mantidos pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira e também a importância histórica e atual da agricultura irrigada para o desenvolvimento dos diferentes países e que historicamente em todas as grandes potências a água teve papel importante, As civilizações egípcia (A, B, C) e persa (A) foram citadas como exemplos, construíram infra estrutura hídrica e usaram desde aqueles tempos a água para irrigar suas lavouras. Na nossa postagem que abre o curso disponibilizamos as sugestões de leitura complementar aos temas desenvolvidos em sala de aula. Ministramos um conteúdo abrangente que vai desde o histórico da irrigação, como as áreas irrigadas no mundo e ainda aspectos econômicos da agricultura irrigada e estes ensinamentos podem e devem serem complementados com as nossas listas de exercícios. Comece pela "HISTÓRICO E DESENVOLVIMENTO DA IRRIGAÇÃO NO BRASIL E NO MUNDO", mas da leitura uma coisa legal, nada de pressa, com tranquilidade. Vimos também que o nosso Brasil é economicamente forte e importante, mas desigual, mas a agricultura irrigada tem potencial para minimizar ou até mesmo mudar esta situação, mas isso depende muito da capacitação e competência técnica e apostamos na comunicação como elemento essencial, incluindo a transparência e democratização de ações e do conhecimento. Mostramos como a AHI pratica isso. Acreditamos que temos que reinventar o setor onde estamos envolvidos, com inovação e criatividade e assim, foco e capacitação são fundamentais. Em relação à irrigação e uso da água ilustramos com exemplos de culturas que dependem da irrigação, tanto para a produtividade, como para a qualidade da produção, e que produzimos matéria prima aqui no Brasil, para serem industrializadas em outros países. Fumo, café, cacau, são apenas alguns exemplos! E introduzimos ainda que de forma superficial, o conceito de RDI (Regulated Deficit Irrigation - 1), que envolve a qualidade de alguns produtos, como por exemplo uva e fumo, como uma estratégia para ter água à todos

Também falamos um pouco sobre carreira e que devemos ter um alvo e a importância de se preparar desde já. Também lançamos desafios a serem superados na agropecuária irrigada, o que é fonte de oportunidade e alguns podem ter o empreendedorismo em mente.

lustramos a irrigação no Brasil e no mundo, o potencial da agricultura irrigada, os conceitos de irrigação como técnica de aplicação artificial de água e um conjunto de ações e conhecimento eclético e ainda a diferença entre a irrigação e a agricultura irrigada quando falamos do setor. O exemplo da transformação de uma área de duna em campo de golf evidencia a necessidade de juntarmos conhecimentos de todas as áreas do campo agronômico com a irrigação e assim, auferirmos sucesso no nosso negócio. Não se iludam, o objetivo de todo o empreendimento é o lucro e a geração de empregos, desenvolvimento, etc, é consequência de uma negócio de sucesso. Mas precisamos ter água para abastecer nossos sistemas de irrigação e Cláudia Bozzo escreve "Os bons exemplos na preservação de água", citando a California e Israel. Vale a leitura!

Na parte prática recordamos as estações agrometeorológicas e seus sensores.



História


Já o sucesso da antiga civilização egípcia deve-se em parte à sua capacidade de se adaptar às condições do Vale do Nilo. A inundação previsível e a irrigação controlada do vale fértil produziam colheitas excedentárias, o que alimentou o desenvolvimento social e cultural. Com recursos excedentários, o governo patrocinou a exploração mineral do vale e nas regiões do deserto ao redor, o desenvolvimento inicial de um sistema de escrita independente, a organização de construções coletivas e projetos de agricultura, o comércio com regiões vizinhas, e campanhas militares para derrotar os inimigos estrangeiros e afirmar o domínio egípcio. O historiador grego Heródoto afirmou: "O Egito é uma dádiva do Nilo". Conheça um pouco mais desta história que também tem a água como elemento de conquista e sucesso!


Agricultura - Cana - Estatísticas
A 17ª Reunião do Grupo de Irrigação e Fertirrigação em Cana-de-Açúcar, foi realizada na Usina Miriri, município de Santa Rita - PB. Josenildo Teixeira registrou em fotos alguns momentos do evento.

A FAO acaba de lançar a publicação "Food and Nutrition in Numbers - 2014" com informações relevantes sobre a fome, a participação da agricultura na economia de vários países e do uso da água. 

Clima e recursos hídricos
E a chuva esta semana na região, se é verdade que é desejada e ainda precisamos de mais, também dependendo da sua intensidade pode trazer problemas. Defendemos há muito tempo técnicas necessárias de conservação do solo e da água e assim, o tempo todo estimulamos nossos agropecuaristas a protegerem seus solos com terraços e curvas de nível, entre outras técnicas. Mas se a chuva vem em alta intensidade? E se, além de vir em alta intensidade, vier em grande quantidade?


Pois é, nesta situação, mesmo agropecuaristas que investiram na conservação do solo podem ter problemas. As fotos a seguir foram cedidas pelo agricultor Carlos Missiagia e representa o que aconteceu depois de três pancadas de chuvas variando entre 12 e 18 mm durante o dia e a noite mais 70 mm caindo sobre a propriedade em Pedranópolis. 


Os alertas tem sido dados, eventos extremos serão cada vez mais frequentes e devemos estar preparados para esta situação. Mas como ficaria este solo se o agricultor não tivesse investido em terraceamento? Quanto mais de solo iria para os córregos e rios? Qual seria o impacto no assoreamento e na qualidade da água?


Neste momento, enquanto que irrigantes nos municípios como Votuporanga, Álvares Florence, Pedranópolis, Palestina, Monte Aprazível, Planalto, Américo de Campos e José Bonifácio, por exemplo, irrigantes estão impossibilitados de plantar ou fazer as pulverizações, na mesma região noroeste paulista, municípios como Sud Mennucci e Santa Clara d´Oeste, irrigantes estão com seus sistemas de irrigação ligados, pois há uma semana não chove ou choveu menos que 10 mm, mais uma vez expondo a variabilidade das chuvas na região.


Mudança climática pode agravar pobreza, alerta Banco Mundial. O aquecimento global poderá agravar significativamente a pobreza no mundo, ao secar os cultivos agrícolas e ameaçar a segurança alimentar de milhões de pessoas - advertiu o Banco Mundial. "Sem uma ação forte e rápida, o aquecimento... e suas consequências poderão agravar significativamente a pobreza em várias regiões do globo", alerta a instituição, em um relatório. Secas, ondas de calor, acidificação dos oceanos: o Banco Mundial visualiza um cenário, no qual a comunidade internacional não atingirá seu objetivo de limitar o aumento das temperaturas no mundo a 2ºC, em relação à era pré-industrial, frente a um aumento de 0,8ºC nos dias de hoje. Na hipótese extrema de um aumento de 4ºC, os acontecimentos climáticos extremos que aparecem, no pior dos casos, uma vez por século, poderão se transformar na nova norma climática, afirma a instituição. O tom do relatório é particularmente alarmista em três regiões do planeta: América Latina, Oriente Médio e Europa Oriental. O rendimento dos cultivos de soja podem cair de 30% a 70% no Brasil, enquanto metade das plantações de trigo na América Central e na Tunísia pode desaparecer, antecipa o documento elaborado com o suporte do Instituto de Pesquisa sobre o Impacto Climático de Potsdam, na Alemanha.



Uso da água
O uso cada vez mais racional e eficiente dos recursos hídricos pela indústria da cana vem reduzindo de forma significativa a captação de água nos últimos 30 anos. Com o reuso, a retirada média pelo setor caiu de 15 a 20 metros cúbicos por tonelada na década de 70, para a média atual abaixo de dois metros cúbicos por tonelada, com algumas unidades industriais chegando a captar menos de um metro cúbico por tonelada. Segundo o consultor Ambiental e de Recursos Hídricos da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), André Elia Neto, a técnica de reutilizar traz benefícios ambientais significativos, como a diminuição da captação do volume do recurso hídrico gerado e com a redução da poluição, já que a descarga de efluentes (resíduos) é minimizada. Há também benefícios econômicos para a empresa, com o decréscimo da cobrança pelo uso da água.

Empreendedorismo - Negócios - Oportunidade - Eventos


"Preparação é tudo", esta é uma das dicas do pole-position Lewis Hamilton. leia a entrevista!

Temos estimulado muito em nossas aulas que nossos alunos se envolvam também com a área de paisagismo e com irrigação, que traria sinergia ao projeto valorizando-o. Uma oportunidade de entender mais sobre o tema está no cartaz abaixo. Particularmente gostamos muito dos conceitos de "Xeriscape", ainda pouco explorado no Brasil. O colorido e o menor uso da água no jardim são alguns fatores que remetem a nossa satisfação com estes tipos de projetos.


Emprego - Redes Sociais

Dicas - Carreira

3 comentários:

  1. Será que se o rio Tietê e o Pinheiros não fossem esgotos a céu aberto a cidade de São Paulo estaria passando pelo gravíssimo problema de falta de água atualmente?
    Fica feio dizer, mas há anos indústrias não despejam efluentes nesses rios. Quem hoje os polui são moradores com redes clandestinas de esgoto. Gente hoje protegida de qualquer crítica pelo politicamente correto...

    ResponderExcluir
  2. Temos que aproveitar ao máximo a água que chega pelas chuvas. Tão importante quanto a qualidade está a quantidade de água, são indissociáveis e devemos segurar a água pelo máximo de tempo possível na bacia hidrográfica onde choveu. Assim, conservação do solo, recomposição de mata ciliar, represas ou barragens de terra são necessidades urgentes para que se infiltre a água no solo e se recarregue o lençol freático. Conservação do solo e da água são as palavras de ordem atualmente. Sem descuidar da poluição e do tratamento das águas urbanas. Obrigado pelo comentário!

    ResponderExcluir
  3. Fernando, seu comentário foi muito pertinente. O que falta para nós é o melhor aproveitamento das águas de chuvas.

    ResponderExcluir