XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto

O XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), ocorrerá em João Pessoa - PB entre 25 e 29 de abril de 2015, e tem como objetivo congregar a comunidade técnico-científica e o usuário empresarial das áreas de Sensoriamento Remoto, Geotecnologias e de suas aplicações para a apresentação de trabalhos e debates sobre as pesquisas, desenvolvimento tecnológico, ensino e a política científica realizados no país e no mundo nos últimos dois anos.

A Área de Hidráulica e Irrigação estará presente no XVII SBSR de 2015 e semanalmente estaremos disponibilizando um resumo dos trabalhos apresentados pela equipe. Hoje o primeiro trabalho apresentado será o da estagiária Isabela Baesso Américo que trás como título do seu trabalho: "Controle do albedo como estratégia de preservação ambiental em escala de microbacia hidrográfica através de práticas de sensoriamento remoto".

A área de estudo do trabalho foi a microbacia hidrográfica do córrego Cabeceira Comprida, que é o principal manancial que abastece a região de Santa Fé do Sul e atualmente vêm apresentado fragilidade ambiental pelo contínuo uso agrícola da região, pela quantidade de solo exposto e erosões, afetando também a qualidade de água nos leitos da bacia. 
É preciso entender como funciona o albedo de uma área, ou seja, fisicamente, o albedo é inversamente proporcional à capacidade que uma superfície tem de absorver a radiação solar. Deste modo, quando uma superfície possui um albedo elevado, uma grande parcela da radiação de onda curta (Rs) é refletida de volta para atmosfera (Mesquita, 2012 ). Dessa forma conclui-se que quanto maior o albedo, maior é a radiação refletida, sendo um indicador de áreas com solo exposto e degradadas em estudos de preservação ambiental e monitoramento de Áreas de Preservação Permanente (APP).
Área de estudo, microbacia hidrográfica do córrego Cabeceira Comprida.
Confira o desenvolvimento e as conclusões feitas no trabalho e quais foram os albedos calculados na microbacia hidrográfica do córrego Cabeceira Cumprida e o que esses dados podem nos mostrar através de sensoriamento remoto e suas aplicações.

Confira o trabalho completo aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário