Armazenamento - Logística - Segurança alimentar


Resgatando a história
Nestas aulas de Armazenamento e Beneficiamento de Grãos procuramos levar ao entendimento da nossa infra estrutura e suas deficiências de modo a dar clareza do que não se pode, nem se deve aceitar com tranquilidade no nosso dia a dia. Ineficiência sempre afeta direta ou indiretamente um número maior de pessoas do que imaginamos. Assim, resgatamos algumas notícias passadas mostrando que nem sempre o que se diz, se concretiza e devemos estar preparados para todas as situações. As ilustrações utilizadas em aula estão disponíveis AQUI!


20/03/2013: Crise no porto afeta exportação de soja, atraso de navios é motivo para cancelamento de contratos por compradores, que querem aproveitar queda de preço e maior negociador chinês fala em desistir de compra de 2 milhões de toneladas, equivalente a 5% de todas as exportações desta safra. e no gargalo do agronegócio, ir a pé ao porto é mais rápido que de caminhão. A cadência dos caminhões que transportam soja para exportação pelo porto de Santos é de 1,6 km/h, mais lenta do que a velocidade média de um homem adulto. A situação transformou a rodovia Cônego Domenico Rangoni num grande armazém sobre rodas de soja e milho. Para acessar terminais como o TEG (Terminal de Exportação do Guarujá), os caminhões têm de cruzar a estreita e esburacada rua do Adubo, única passagem e um dos retratos do gargalo logístico do agronegócio nacional.




Agropecuária - Safra 2015/2016

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou em 30/06/15, em seu site na Internet, o Mapa da Cobertura e Uso da Terra do Estado de Mato Grosso para o ano de 2013. A atividade extrativista domina no noroeste do estado e no norte, onde existe maior concentração de florestas. A atividade extrativista domina no noroeste do estado e no norte, onde existe maior concentração de florestas. O grande número de unidades de conservação - de proteção integral e uso sustentável - e a concentração de terras indígenas contribuem para a preservação dessas áreas de coberturas nativas. O mapeamento mostra que a atividade pecuária predomina em pelo menos 40% do Mato Grosso, com animais de grande porte e rebanho de corte. A atividade predomina no sul do estado, no nordeste, na região do Rio Araguaia e no norte, entre as regiões de Alta Floresta e Nova Bandeirantes. A área para a produção de grãos e fibras apresenta maior concentração na região centro-norte do estado, especialmente nos municípios de Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde, e na região centro-sul, destacando-se os municípios de Campo Verde e Primavera do Leste. A atividade associa-se à pecuária de animais de grande porte, dispersa por todas as regiões do Estado. Shapes e PDFs estão disponíveis.

Mauro Zafalon informa que EUA não devem atingir área esperada de soja no plantio desta safra e as condições das lavouras de soja dos Estados Unidos se estabilizaram, após um período de incertezas nas últimas semanas. Dados do Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) indicaram que 62% das lavouras encontram-se em condições consideradas boa e excelente. Em 27 de junho de 2015 em "Afogados em soja" destacou que a superoferta e incertezas sobre como e quando os fundos vão participar desse mercado tornam o cenário sombrio para os preços do grão e se tudo correr bem com o clima e as perspectivas de plantio se confirmarem nos Estados Unidos e na América do Sul, "o mundo vai se afogar em soja no próximo ano". O problema seria que essa superoferta de produto em 2015/16 ocorrerá após uma produção recorde nesta safra que se encerra. O resultado é que deve terminar a maré de bons preços ocorrida nos anos recentes, segundo Fernando Muraro, da AgRural. Oferta e demanda, no entanto, não são tudo na formação atual de preços. Eles dependem, e muito, da participação dos fundos de investimentos no mercado futuro.


Segurança alimentar
"A porta se fecha": Benefícios do Bolsa Família propiciam inegável progresso material, mas avanços maiores esbarram na baixa qualidade das escolas observa a FSP em Editorial que conclui: "O programa certamente não se constitui, como ainda se afirma preconceituosamente, em prêmio para a inatividade e o comodismo, e 3,1 milhões de famílias dele se emanciparam voluntariamente. Correspondendo a 2,8% do Orçamento federal, os R$ 170 que em média destina a cada família não substituem os R$ 788 de um salário mínimo que, em sua maioria, a população mais pobre do país aspira a receber honestamente. A uma deficiência educacional crônica se somam, contudo, notícias sombrias no plano do investimento e da geração de emprego, e a questão da porta de saída para o Bolsa Família nunca foi tão dramática como agora."

Conheça as trajetórias ao longo de dez anos de duas famílias beneficiárias do Bolsa Família no Nordeste. Por caminhos opostos, evoluíram radicalmente, mas seguem dependentes do Estado. Em 2003 eram 3,6 milhões de famílias no Programa que consumia R$ 570 milhões de reais e em 2014 o desembolso foi de R$ 24,8 bilhões com 14 milhões de famílias brasileiras. a reportagem especial comprova a principal crítica ao Bolsa Família e seu inegável poder eleitoral. Na reeleição de Lula (2006) e nas vitórias de Dilma Rousseff (2010 e 2014) a sobreposição entre suas votações nas regiões mais atendidas ficou patente.

Viagem por outro rumo
A visita da presidente Dilma Rousseff (PT) aos Estados Unidos possui ao menos dois significados importantes. O primeiro é a superação definitiva do episódio que há dois anos abalou a relação entre os parceiros históricos. O reatamento dos laços, entabulado na Cúpula das Américas deste ano, assume no contexto de crise econômica um caráter crucial - e nisso reside o segundo sentido da visita da presidente. Os Estados Unidos são o segundo maior destino para produtos brasileiros, atrás da China, mas com uma diferença fundamental em relação ao gigante asiático, que compra sobretudo matérias-primas: os manufaturados, de maior valor agregado, representam 50% das importações norte-americanas. Faz todo o sentido que Brasília se movimente no sentido de explorar melhor esse potencial. Os Estados Unidos, ademais, são o palco ideal para que Dilma Rousseff inicie um esforço para restaurar a confiança externa sobre a economia brasileira. Sua viagem deve buscar passar a mensagem de que o Brasil está aberto a negócios. Não é de hoje o interesse de empresários em reforçar a aproximação entre os dois países, em geral prejudicada por contenciosos setoriais e incapacidade de criar um amplo plano de intercâmbio bilateral. Já passou da hora de essa relação com os Estados Unidos render melhores frutos ao Brasil.



Desenvolvimento - Logística - Energia

Governo reuniu 66 obras do programa de 2012 que não foram concedidas. A maior obra do programa, orçada em R$ 40 bilhões, é a ferrovia Bioceânica, que ainda não tem projeto definido, mas prevê ligar o Rio ao Acre e, de lá, até o Peru. A inclusão dos trechos brasileiros no pacote foi criticada. "O custo para levar soja até o Peru e de lá para a China é US$ 47/tonelada, mais alto que por Santos nas condições atuais, sem considerar o custo da obra", disse Guilherme Quintella, presidente da UIC (União Internacional de Ferrovias) para a América Latina. Vinicius Torres Freire analisa em "Será bom enquanto durar" que ainda que bem menor do que a propaganda, plano de investimento Dilma 2 é razoável e a melhor notícia do plano Dilma 2 de investimentos é que ele existe e pode ser tomado sem contraindicações, como aquelas que envenenaram e mataram parte do plano Dilma 1, tais como tabelamentos de rentabilidade. De início, sua única maluquice é o Trem do Peru, oficialmente "Ferrovia Bioceânica", obra que ligaria o Brasil central ao Pacífico, bancada por capitais chineses, projeto que pode se autodestruir nos próximos anos, tal e qual seu primo fantástico natimorto, o trem-bala.



Novo pacote federal de concessões cria oportunidades para pequenos negócios, mas requer qualificação. O Plano de Investimento em Logística (PIL), anunciado pela presidente Dilma Rousseff no início do mês, pode representar R$ 11,4 bilhões em negócios para as pequenas e médias empresas (PMEs), segundo estudo realizado pelo Sebrae. A estimativa é calculada com base na participação média das PMEs na cadeia produtiva de grandes empresas, que devem abocanhar as concessões de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias previstas no pacote. Porém, o plano do governo federal de investir cerca de R$ 190 bilhões em infraestrutura foi recebido com ceticismo pelo mercado. Muitas das obras previstas, como ferrovias, têm poucas chances de sair do papel, segundo especialistas e afirmam que a estimativa de R$ 11,4 bilhões em negócios para as pequenas e médias empresas, feita pelo Sebrae, deve ser vista com cuidado.

Bom Dia Brasil mostrou em 07/07/2015 que obras de estradas estão atrasadas e poderiam reduzir o custo do transporte. E no Editorial "Pacote logístico" a FSP acredita que o "novo plano de investimentos do governo constitui avanço em relação à versão anterior, mas ainda é tímido diante das necessidades nacionais". Em de 13/06/2015 a notícia foi de que para vender concessões no exterior, gestão Dilma elogia reformas de FHC. Site do Governo admite que a liberalização de setores-chave da economia trouxe estabilidade financeira e vigor e o texto também infla dado sobre crescimento do PIB e diz que Plano Real ajudou a distribuir renda entre brasileiros e os gastos com infraestrutura devem cair 19% em 2015, reduzindo o peso no setor que é vital para a economia se desenvolver. Na contra-mão da eficiência e da necessidade de se acabar obras, estatal compra trilhos, mas fica sem dinheiro para as ferrovias com a Valec alterando ordem de pagamento e obras devem atrasar mais.




Leilão de estrada oferece retorno maior com Governo elevando de 7,2% para 9,2% taxa de retorno para segunda etapa de leilões de concessão de rodovias. Valor serve como referência e pode afetar preço do pedágio; mercado esperava que taxa superasse 10%. O governo aumentou a previsão de remuneração dos investidores nos leilões de rodovias da nova fase do programa de concessões da presidente Dilma Rousseff, lançada no mês passado. Na etapa anterior do programa, a chamada taxa de retorno era de 7,2%. Foi definido agora em 9,2%. Essa taxa e as condições de financiamento afetam o preço máximo do pedágio no leilão. Um retorno maior pode significar um teto maior para a tarifa. No entanto, o critério de escolha do vencedor é o de menor preço do pedágio, o que torna esse índice uma referência para o mercado.





Em tempos em que o Governo atual lança seu plano de concessões como aposta para a retomada do crescimento do país, a reflexão sobre o tema que envolve o tamanho do Governo é ampliada ao conferir os argumentos de Dennis Prager, que demonstra que o governo grande sempre resulta em menos humanidade.


Armazenagem


Capacidade de armazenagem de grãos do Brasil crescerá em 2015, mas o déficit permanece. A nova armazenagem, no entanto, ainda não alcança o tamanho da safra nacional de grãos. Em 2015, o país deverá colher um recorde de cerca de 200 milhões de toneladas, gerando um déficit de armazenagem de 39,9 milhões, equivalente a 20 por cento da produção, contra índice de 6 por cento há dez anos. Um estudo indica que a pior situação está justamente na região que mais produz grãos, o Centro-Oeste, onde faltarão ainda 29,6 milhões de toneladas de capacidade instalada para absorver todos os grãos colhidos no próximo ano. Para a CONAB o déficit de armazenagem de grãos no país é de 40 milhões de toneladas por ano com a capacidade de armazenagem em silos estimada em 146 milhões de toneladas. Conheça também o cenário oferecido pelo Ministério da Agricultura para a armazenagem no Brasil e a capacidade estática avaliada pela CONAB.


Alguns exemplos dos diferentes tipos de silos e estruturas de armazenagem podem ser conhecidos nos produtos da CASP, Joscil, Kepler WeberRentank (galpão estruturado), Silomax, Tecno Silos, TecsolTrímero. Confira uma seleção de imagens de silos metálicos.

Inflação e regulação do mercado
Nas aulas de Armazenamento esta semana falamos um pouco do efeito perverso da inflação e brincamos que nossos alunos de hoje não conseguem imaginar como seria/foi uma inflação de 70%, que já tivemos no passado. Mauro Calil na Exame explica muito bem como a inflação prejudica a todos. Também demos como sugestão de filme "Trabalho Interno", em que critica o paper das agencias reguladoras. Aqui uma das resenhas sobre o filme.

Crise na China


Política - Futuro do país




Comunicação
Exame traz a lista dos 10 aeroportos com melhor Wi-Fi no mundo. É, nenhum aeroporto brasileiro entra nesta lista, que é liderada pelo Aeroporto Bangkok-Suvarnabhumi na Tailândia que oferece ao viajante 41,5 Mbps de velocidade média de download. Vamos conhecer a lista completa? 


Dicas - cultura geral
"Whiplash - Em busca da perfeição" é uma das nossas dicas de filme a quem vai se formar e tem todo um ideal e ambições pela frente. Mostra a relação entre um jovem talentoso/ambicioso e o não menos talentoso/perfeccionista/ambicioso professor. Cabe uma reflexão pelos métodos questionáveis do professor, mas inquestionável é o fato de que o sucesso exige suor, dedicação. Tiago Belotti avalia o "roteiro, direção, edição e elenco (destaque para um inspiradíssimo J.K. Simmons) funcionam em perfeita harmonia, criando um filme praticamente perfeito". O documentário (2010) "Trabalho Interno" (Inside job), em que critica o papel das agencias reguladoras na crise financeira global de 2008 também foi citado em aulas e o Internauta pode conferir aqui uma das resenhas sobre o filme. Abaixo o trailer do filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário