Aula DOIS: um pouco mais de história e eventos em agricultura irrigada

"Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem." John Quincy Adams.

Pod Irrigar - Campos esportivos exigem cada vez mais investimentos e profissionais capacitados
O jogo entre São Paulo e Santos no Morumbi na última quarta-feira inspirou o [Pod Irrigar] desta semana. Por si, um jogo com quatro gols já é bom! Mas seria um jogaço se a drenagem do campo do Morumbi funcionasse adequadamente absorvendo a água da chuva durante o jogo e permitisse que a bola corresse livremente! Mas não foi isso que aconteceu neste jogo e o que assistimos foi um espetáculo diferente: poças de água, jogadores escorregando e ainda a bola muitas vezes parando quando devia rolar. 
Os esportes se profissionalizaram e cada vez mais sistemas de drenagem e irrigação com alto desempenho são exigidos para que o gramado não prejudique o espetáculo, independente do esporte escolhido. Se há campo, a bola tem que correr e o gramado deve ser perfeito. Em edição anterior do [Pod Irrigar] destacamos quando a revista Irrigazine perguntou "Como a Copa do Mundo poderia afetar o mercado de irrigação no Brasil?"
E assim, cada vez mais campos esportivos - oficiais ou não - adotam um padrão de investimento que exige também conhecimento técnico e capacitação profissional para conjugar diferentes áreas do conhecimento agronômico que começa com o projeto em si, com a definição da capacidade de drenagem (com seus tubos corrugados e manta geotêxtil) e do risco que queremos dar à qualidade do espetáculo se a chuva vir, a escolha dos emissores para compor o sistema de irrigação ("pop-up" ou escamoteável com alturas diferentes), a camada drenante de areia, a abertura com precisão topográfica das valetas, a construção do "topsoil" nivelado a laser que garantirá o pegamento e crescimento constante do gramado e que muitos que assistem aos jogos não tem ideia do que se tem por baixo da grama para que a bola role livremente, com ou sem chuva!


Por aqui na UNESP estamos muito contentes, pois nesta evolução profissional, ao menos duas empresas - Green Care e Irrigaterra - que se destacam neste mercado exigente e seleto, contam com Engenheiros Agrônomos formados aqui em Ilha Solteira e recebem os nosso mais sinceros parabéns!



Aulas
Na nossa primeira aula de Irrigação e Drenagem abordamos os aspectos iniciais do curso, mostramos em detalhes os canais de comunicação mantidos pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira e também a importância histórica e atual da agricultura irrigada para o desenvolvimento dos diferentes países e que historicamente em todas as grandes potências a água teve papel importante, As civilizações egípcia (A, B) e persa (A) foram citadas como exemplos, construíram infra estrutura hídrica e usaram desde aqueles tempos a água para irrigar suas lavouras. Na nossa postagem que abre o curso disponibilizamos as sugestões de leitura complementar aos temas desenvolvidos em sala de aula. Ministramos um conteúdo abrangente que vai desde o histórico da irrigação, como as áreas irrigadas no mundo e ainda aspectos econômicos da agricultura irrigada e estes ensinamentos podem e devem serem complementados com as nossas listas de exercícios. Comece pela "HISTÓRICO E DESENVOLVIMENTO DA IRRIGAÇÃO NO BRASIL E NO MUNDO", mas faça da leitura uma coisa legal, nada de pressa, com tranquilidade, ou mesmo assista os vídeos sugeridos. Vimos também que o nosso Brasil é economicamente forte e importante, mas desigual, mas a agricultura irrigada tem potencial para minimizar ou até mesmo mudar esta situação, mas isso depende muito da capacitação e competência técnica e apostamos na comunicação como elemento essencial, incluindo a transparência e democratização de ações e do conhecimento. Mostramos como a AHI da UNESP Ilha Solteira pratica isso. Acreditamos que temos que reinventar o setor onde estamos envolvidos, com inovação e criatividade e assim, foco e capacitação são fundamentais. Em relação à irrigação e uso da água ilustramos com exemplos de culturas que dependem da irrigação, tanto para a produtividade, como para a qualidade da produção, e que produzimos matéria prima aqui no Brasil, para serem industrializadas em outros países. Fumo, café, cacau, são apenas alguns exemplos! E introduzimos ainda que de forma superficial, o conceito de RDI (Regulated Deficit Irrigation - 1), que envolve a qualidade de alguns produtos, como por exemplo uva e fumo, como uma estratégia para ter água à todos

Também falamos um pouco sobre carreira e que devemos ter um alvo e a importância de se preparar desde já. Também lançamos desafios a serem superados na agropecuária irrigada, o que é fonte de oportunidade e alguns podem ter o empreendedorismo em mente.

lustramos a irrigação no Brasil e no mundo, o potencial da agricultura irrigada, os conceitos de irrigação como técnica de aplicação artificial de água e um conjunto de ações e conhecimento eclético e ainda a diferença entre a irrigação e a agricultura irrigada quando falamos do setor. O exemplo da transformação de uma área de duna em campo de golf evidencia a necessidade de juntarmos conhecimentos de todas as áreas do campo agronômico com a irrigação e assim, auferirmos sucesso no nosso negócio. Não se iludam, o objetivo de todo o empreendimento é o lucro e a geração de empregos, desenvolvimento, etc, é consequência de uma negócio de sucesso. Mas precisamos ter água para abastecer nossos sistemas de irrigação e Cláudia Bozzo escreve "Os bons exemplos na preservação de água", citando a California e Israel. Vale a leitura!


História


Já o sucesso da antiga civilização egípcia deve-se em parte à sua capacidade de se adaptar às condições do Vale do Nilo. A inundação previsível e a irrigação controlada do vale fértil produziam colheitas excedentárias, o que alimentou o desenvolvimento social e cultural. Com recursos excedentários, o governo patrocinou a exploração mineral do vale e nas regiões do deserto ao redor, o desenvolvimento inicial de um sistema de escrita independente, a organização de construções coletivas e projetos de agricultura, o comércio com regiões vizinhas, e campanhas militares para derrotar os inimigos estrangeiros e afirmar o domínio egípcio. O historiador grego Heródoto afirmou: "O Egito é uma dádiva do Nilo". Conheça um pouco mais desta história que também tem a água como elemento de conquista e sucesso (A, B, C)!


WS Irrigação, XXV CONIRD - Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem e Irrigacana
É chegada a semana do WS Irrigação, que começa amanhã e vai até o dia 29 de outubro de 2015 em Juazeiro - BA. Lá se debaterá temas mais específicos a projetos e equipamentos disponíveis no mercado para atender principalmente as exigências de controle e automação da irrigação. Mas acontecerá também o já tradicional "jantar da irrigação". Desejamos muito trabalho, mas com descontração aos colegas e amigos!


Esta semana acontece também a 2º edição do IRRIGACANA - Seminário Brasileiro de Irrigação de Cana-de-Açúcar com Água que acontecerá em Ribeirão Preto nos dias 28 e 29 de outubro de 2015 tem como tema “Gestão eficiente da água e dos insumos que podem potencializar a produtividade da cana irrigada.” A promoção é do GIFC.

XXV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (CONIRD) terá como tema a "Agricultura irrigada no semiárido brasileiro", acontecerá de 8 a 13 de novembro em Aracajú - SE. Em Aracaju, a ABID - Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem fez parceria da Universidade Federal de Sergipe (UFS), sob a coordenação do Professor Raimundo Rodrigues Gomes Filho (79 - 98160807) e o XXV será uma grande oportunidade para muitos intercâmbios acadêmicos, incluindo-se facilidades de alojamento para estudantes. O e-mail utilizado para enviar trabalhos é: trabalhos.conird2015@gmail.com Detalhes em http://www.abid.org.br
Está se aproximando de mais um grande evento da agricultura irrigada que será o XXV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (CONIRD) e terá como tema a "Agricultura irrigada no semi árido  brasileiro" e acontecerá de 8 a 13 de novembro em Aracajú - SE. Em Aracaju, a ABID - Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem fez parceria da Universidade Federal de Sergipe (UFS), sob a coordenação do Professor Raimundo Rodrigues Gomes Filho (79 - 98160807) e o XXV CONIRD será uma grande oportunidade para muitos intercâmbios acadêmicos. A TopTur preparou opções de alojamento para o XXV CONIRD e a sede oficial do Congresso será na UFS - Fundação Universidade Federal de Sergipe Cidade Universitária - Prof. José Aloísio de Campos - Av. Marechal Rondon, s/n Jardim Rosa Elze - CEP 49100-000 - São Cristóvão/SE - Tel.: (79) 2105-6600, até o dia 11/09/2015 - 4a. feira. Nos dias 12 e 13/11/2015 serão realizados os dias de campo, com atrativos roteiros. Estações em empreendimentos em agricultura irrigada. Um dos dias incluirá a Foz do rio São Francisco e, o outro, a represa de Xingó. Conheça os detalhes da Programação preliminar do XXIV CONIRD.


Nenhum comentário:

Postar um comentário