Chuva acumulada em março já atinge 80% do esperado de acordo com a média histórica na região

O volume de chuva registrado em março no Noroeste Paulista já atingiu 80% da média histórica esperada para o mês. 

Segundo a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira que monitora o clima na região, três municípios registram volume acima da média, mesmo todas as cidades já registram um volume superior a aproximadamente 100 milímetros algumas não chegaram nem perto da metade do volume previsto para março.

O destaque maior vai para o município de Ilha Solteira onde choveu quase o dobro do esperado, ou seja, de acordo com a média histórica para esse mês o a chuva esperada seria de 149 milímetros porem já acumula cerca de 244 milímetros o que resulta em 65% a mais que o esperado.

Nos municípios de Pereira Barreto (estação Santa Adélia) e Sud Mennucci (estação Santa Adélia Pioneiros) a chuva acumulada também já é superior a esperada onde cada cidade registra 191 e 139 milímetros, respectivamente.

Os demais municípios monitorados pela Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista tiveram o acumulo de chuva a baixo do esperado sendo a situação mais critica na cidade de Paranapuã em era esperado uma média de 248 milímetros e só acumulou até agora 97 milímetros, com apenas 40% do esperado. Em seguida vem as cidades de Itapura e Populina em que era esperado 195 e e 180 milímetros, porem só choveu 109 milímetros nas duas cidades.

Com exceção de Populina, Marinópolis, e Paranapuã, todos os outros municípios do Noroeste paulista estão com apenas dois dias sem chuva maior que 10 milímetros.

O gráfico abaixo representa a mostra o volume de chuva de acordo com a média histórica e a chuva acumulada no mês de março na região.

Em março se iniciou o outono, no dia 20. A temperatura média do mês de março esta em 25,8°C na estação Itapura e Populina, as menores entre as estações e 26,7°C em Ilha Solteira, a maior média entre as oito estações.


A evapotranspiração no mês de março variou de 3,5 mm/dia em Sud Mennucci na estação Santa Adélia Pioneiros até 4,3 mm/dia em Pereira Barreto (estação Santa Adélia), a maior de todo o Noroeste Paulista no mês de março. Valores altos de temperatura do ar, condicionado com uma alta radiação e com uma umidade do ar média baixa, trazem o valor da evapotranspiração para valores superiores aos esperados de 4 a 6 mm/dia. Assim como a baixa temperatura e umidade do ar com altos valores combinados com a baixa radiação, resultam em baixos valores de evapotranspiração. A elevada evapotranspiração, na maioria das vezes não compensada pelas chuvas, faz com sejam observados na região noroeste paulista, altos valores de déficit hídrico nos solos.


Conheça mais sobre a AHI da UNESP Ilha Solteira e interaja conosco a partir de:


Nenhum comentário:

Postar um comentário