Chuvas significativas para a agropecuária atingem o Noroeste Paulista

Estamos na última semana do mês de Janeiro que vai se encerrando com chuvas significativas para a agropecuária. Nesta Quarta feira, 25, choveu praticamente em toda a região Noroeste Paulista. A Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista registrou precipitações acima de 10 mm nas estações Ilha Solteira, Santa Adélia, Santa Adélia Pioneiros, Marinópolis, Paranapuã e Populina, segundo dados do Canal Clima da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira.

Fonte: Canal Clima

O destaque fica para Populina onde choveu 106,7 mm. Em Três Lagoas - MS, do outro lado do Rio Paraná  a chuva causou estragos na região das lagoas, como segue na imagem:

Créditos: Renato Barela
Em Sud Mennucci as nuvens que seguem na próxima imagem fizeram cair 27,4 mm na Estação Santa Adélia Pioneiros.

Fonte: Imagem enviada pelo Whats App por Carlos Missiaglia.

Em suma as chuvas que ocorreram em Janeiro possibilitaram o desenvolvimento das culturas da soja e do milho para os produtores que plantam em áreas de sequeiro e que acertaram as data de plantio. Para os irrigantes que realizam o manejo da irrigação corretamente, essas chuvas possibilitaram uma economia de energia elétrica, pois se aumentou o estoque de água no solo o que facilita esticar no limite o armazenamento de água no solo para fugir da demanda de energia elétrica do mês. 

Confira na tabela o somatório das chuvas no Noroeste Paulista no período de 01/01/2017 a 25/01/2017:
Fonte: Canal Clima
SERVIÇO - Canais de Comunicação operados pela UNESP Ilha Solteira
- Informações sobre agricultura irrigada e agroclimatologia no noroeste paulista são publicadas regularmente: BLOG da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira
- Informações também em (018) 3743-1959 

Nenhum comentário:

Postar um comentário