Pivô central recebem cada vez mais tecnologia para acionamento remoto

Pivô central garante o adequado fornecimento de água à cultura do milho no noroeste paulista.

[Pod Irrigar] - Sistemas de irrigação para todos os fins e novas tecnologias facilitam a vida do irrigante
Nosso convidado desta semana no [Pod Irrigar] - o podcast da agricultura irrigada - foi o Engenheiro Mecânico Ivan Wegener - Diretor Comercial da empresa Lindsay que informa detalhes e inovações no sistema de irrigação por pivô central oferecido pela empresa. Os pivôs central recebem a maior tecnologia em eletrônica embarcada entre os sistemas de irrigação no mercado e o destaque fica pelo gerenciamento e acionamento remoto dos equipamentos.

 Dispositivos instalados em computadores, tablets e celulares podem acionar sistemas de irrigação. Neste caso estão irrigando citros.


Diferentes sistemas de irrigação de irrigação tem sido utilizados em diferentes culturas e o manejo agronômico e da irrigação exige cada vez mais capacitação técnica. Atualmente, pivôs centrais irrigam desde culturas anuais à perenes como por exemplo citros e mamão, enquanto que sistemas localizados que tradicionalmente irrigam culturas perenes atualmente irrigam também cultura anuais.

 
 Pivô central irrigando citros.



As inovações em sistemas de irrigação tem despertado o interesse cada vez maior da imprensa, seja por possibilitar a produção o ano inteiro e a garantia de elevadas produtividades, seja pela próprias inovações tecnológicas que recebem a constantemente. Abaixo, dois exemplos, canal de TV grava reportagem e inovação em rodas para o pivô central que reduz a compactação dos solos e dificulta os furtos de pneus.


Imagens recebidas pela Internet.

Resgatando a história da irrigação e querendo irrigar

Irrigantes, sem poder ligar suas moto-bombas deixam 2000 hectares à espera da água e solicitam autorização de voltarem à irrigar quando a represa de Epitácio Pessoa na região de Campina Grande chegar ao nível de 30%. Enquanto isso, agricultoras do Alto Sertão alagoano conheceram práticas agroecológicas para reuso de água em um dia de intercâmbio promovido pelo Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para Mulheres Rurais da Emater/AL, no município de Craíbas. A ação envolveu 22 agricultoras dos municípios de Mata Grande, Inhapi, Água Branca, Olho D'água do Casado e Piranhas que puderam conhecer a experiência do agricultor familiar Antonio Lima Filho, no sítio Cerca de Varas, no tratamento de águas cinzas - águas oriundas do cotidiano doméstico, como chuveiros, lavanderias e lavatórios - para reuso em irrigação nos cultivos de plantas de uva e maracujá.

Cana, grãos, laranja e clima
Produtores têm baixa expectativa com a safra da cana no noroeste paulista neste ano, é o que aponta a TV Tem. Confira como o clima e as previsões de chuvas alteram o humor do mercado.

Terraviva Sustentável especial
No Terraviva Sustentável deste dia 15 de abril de 2017, o Jornalista Tobias Ferraz apresenta reportagem sobre sistema de irrigação e entrevistou o coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), Orlando de Castro, que no primeiro e segundo bloco falou sobre inovação, ciência e tecnologia para o campo, no terceiro bloco falou sobre a pesquisa agropecuária no Estado de São Paulo, inovação, ciência e tecnologia para o campo e no último bloco comentou o novo marco legal de ciência, tecnologia e inovação.

Informática no campo
Successul Farm divulga dicas de seis aplicativos para melhorar a atividade agropecuária, com informações sobre transporte, identificação de pragas e até previsão do tempo colaboram com a gestão da atividade. E Naiara Araújo dá a dica de sete aplicativos gratuitos para acompanhar a previsão do tempo.

Roberto Campos - 100 anos
Roberto de Oliveira Campos nasceu em Cuiabá em 17 de abril de 1917 e portanto estaria completando 100 anos. Faleceu no Rio de Janeiro em 9 de outubro de 2001, tendo sido economista, diplomata e político brasileiro. Ocupou os cargos de deputado federal, senador e ministro do Planejamento no governo de Castello Branco. Um dos mais importantes economistas que o Brasil produziu, estava sempre à frente do tempo em que vivia e muitas das suas ideias somente se materializaram muitos após divulgá-las. Liberal, defendeu desde sempre a economia de mercado, mas não teve nenhuma de suas ideias aprovadas quando deputado e senador. Apresentou 15 projetos de leis no Senado, todos rejeitados, entre os quais, estão projetos propondo: livre negociação salarial no setor privado e estabelece medidas de flexibilização do mercado de trabalho para evitar o desemprego, extinguir, como empresas estatais, as que forem deficitárias, privatizando-as ou liquidando-as, estabelecer a livre negociação salarial e criar contratos de trabalho simplificados para facilitar novos empregos.
O triunfo do neoliberalismo, termo que ele dizia ser inexato, na década de 1990, deu-lhe a oportunidade de dizer, no seu livro de memórias: "Estive certo quando tive todos contra mim". Ao morrer, com 84 anos, deixou a fama, entre seus admiradores, de sempre ter razão de remar contra a maré e ser um liberal solitário no Brasil. (Biography in English)
Paulo Roberto de Almeida em "Roberto Campos, 100 anos - e sempre atual" não deixa passar em branco esta data e abre a sua análise-homenagem com "O que ele dizia se aplica hoje aos desafios do pós-Grande Destruição das gestões lulopetistas". Vamos conferir o artigo completo!

Oportunidade - Concurso
Zonas homogêneas de evapotranspiração no Noroeste Paulista


Nenhum comentário:

Postar um comentário