NECESSIDADE HÍDRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR NO NOROESTE PAULISTA

Na região do Noroeste Paulista uma das principais culturas é a Cana-de-açúcar. Esta cultura possui alto valor econômico e seus principais derivados são o açúcar (alimento) e o álcool (hidratado e anidro), imprescindíveis para o mercado mundial.

Para o uso corretamente da água  pela cana-de-açúcar, é fundamental identificar a necessidade hídrica durante todo o ciclo produtivo da cultura, desta forma, pode-se obter máximas produtividades. Diante disto, a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira realizou um trabalho na região no qual determinou-se a evapotranspiração máxima da cultura da cana-de-açúcar, por meio da estimativa da evapotranspiração de referência e de coeficientes de cultivo, a fim de obter-se a necessidade hídrica total por safra, no Noroeste Paulista.

Figura 1. Localização das áreas de estudo
Neste trabalho foi estimada a necessidade hídrica da cana-de-açúcar em duas fazendas comerciais – uma no município de Rubineia e a outra no município de Andradina, conforme observa-se na figura acima.

Os valores médios de ETo e ETc obtidos para as duas fazendas comerciais são apresentados na Figura 1 e 2. No município de Andradina, as safras apresentaram valores médios de ETc que variaram entre 3,8 e 4,3 mm dia-1; já no município de Rubineia, os valores variaram entre 3,3 e 3,6 mm dia-1. Em função dessa variação, obtiveram-se valores médios entre áreas – 3,5 mm dia-1 para o município de Rubineia e 4,1 mm dia-1 para o município de Andradina. 


Figura 2. Valores médios de ETo e ETc nas fazendas comerciais em Andradina 


Figura 3. Valores médios de ETo e ETc nas fazendas comerciais em Rubineia
A necessidade hídrica da cana de açúcar, por safra, apresentou valores um pouco distintos entre os municípios analisados - 1095 mm/safra para Rubineia e 1595 mm/safra Andradina. 
Tal variação ocorreu devido, principalmente, à duração do ciclo da cultura, aos dias necessários para atingir a data de corte e aos valores de ETo.

Este trabalho è de grande importancia e relevante para a região, uma vez que apartir destes destes valores médios, torna-se possível realizar bons manejos de irrigação e o correto dimensionamento de sistemas de irrigação na região. Dessa forma, pode-se utilizar os recursos hídricos na agricultura irrigada de maneira sustentável. Acesse ao trabalho completo através do link: http://www.feis.unesp.br/irrigacao/pdf/necessidade_hidrica_cana_np.pdf


SERVIÇO:

- Informações sobre agricultura irrigada e agroclimatologia no noroeste paulista são publicadas regularmente BLOG da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira em http://irrigacao.blogspot.com
- Números e gráficos das estações agrometeorológicas no noroeste paulista estão em http://clima.feis.unesp.br
- Canal da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira: http://www.feis.unesp.br/irrigacao 
- Canal CLIMA da UNESP Ilha Solteira: http://clima.feis.unesp.br
- Pod IRRIGAR - O Pod Cast da Agricultura Irrigada: http://podcast.unesp.br/podirrigar
- Informações também em (018) 3743-1959


Nenhum comentário:

Postar um comentário