Resumo - Aula 9



De manhã realizamos uma aula prática onde enfatizamos pontos importantes como qualidade de água e hidrometria. Na prática podemos identificar uma água com alta concentração de ferro quando ela apresenta turbidez e sua típica coloração.

 
Alta concentração de ferro na água muitas vezes está associada a presença de Typha spp.


Dependendo do sistema de irrigação utilizado não encontraremos problemas, porém, devemos nos atentar a irrigação localizada onde o orifício de saída de água é muito pequeno, portanto, mais sujeito ao entupimento. Na aula de tarde aprendemos como contornar este tipo de problema utilizando diferentes sistemas de filtragem. Para a agricultura irrigada, são utilizadas basicamente três sistemas de filtragem: filtro hidrociclônico, filtro de areia, filtro de disco/malha/tela.

Associação de sistema de filtragem de areia e de disco/malha/tela.

Filtro hidrociclônico

A utilização conjunta ou individual destes sistemas de filtragem vai variar de acordo com o rigor da filtragem requerida. O hidrociclônico é utilizado para filtragem de material mais grosseiro (40 a 50 mesh); o filtro de areia é considerado intermediário (60 a 80 mesh); o filtro de disco/ malha/ tela (80 a 400 mesh). É importante saber que independente do sistema de filtragem utilizado, existe uma perda de carga gerada pelo filtro.

Gráfico de perda de carga em filtro de disco ou tela de acordo com a vazão utilizada.


Água depois e antes de passar no sistema de filtragem.

A necessidade de utilizar um sistema de filtragem muitas vezes está ligada a má conservação do solo e matas ciliares. Portanto, para o irrigante que já possui algum sistema de filtragem, é muito importante ter a consciência que existe a necessidade da conservação, principalmente próximos a nascentes, córregos e rios.  Esta é esta ação que vai garantir maior disponibilidade e qualidade de água a médio e longo prazo.

Para finalizar a aula conversamos superficialmente sobre os injetores de fertilizantes, onde por meio de injetores Venturi ou bombas injetoras é possível adicionar adubo (quimigação/fertirrigação) ou defensivos na água de irrigação.


Esquema de montagem do Injetor Venturi.


Esquema de montagem da bomba injetora hidráulica.



 O Instituto Agronômico de Campinas (IAC) publicou um boletim técnico muito interessante abordando o assunto (voltado para hortaliças). Já a EMBRAPA fez um trabalho avaliando a viabilidade, desempenho e custos de equipamentos para fertirrigação. Para quem quiser se aprofundar  no assunto vale a pena conferir.

 É importante ficar claro qual o alvo da nossa aplicação. No caso da fertirrigação utilizamos lâminas mais pesadas, pois nosso alvo é o solo. Devendo também levar em consideração o estágio de desenvolvimento da cultura, onde em culturas mais desenvolvida (fechadas), exigem lâminas mais pesadas. Para a aplicação de pesticidas, o nosso alvo muitas vezes é a planta, portanto aplicar lâminas menores vai garantir uma boa cobertura e evitar o escorrimento/perda de produto para o solo.


Fique à vontade deixando seu comentário sobre o que você está achando desses resumos e do nosso trabalho abordando os assuntos relacionados à disciplina de Irrigação e Drenagem da UNESP de Ilha Solteira. 

Dúvidas?  Sugestões?
Ter seu feedback é muito importante para trabalharmos no aprimoramento de nossos conteúdos.

Aqui você encontra os outros resumos deste semestre.

Acompanhe todo o trabalho da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP de Ilha solteira a partir de:
Skype: equipe-lhi
Email: irriga@agr.feis.unesp.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário