Resumo - Aula 12




Na aula passada finalizamos o projeto de aspersão semi-móvel, onde faltava calcular a Altura manométrica de sucção (Hs) e altura manométrica total (H).

A altura manométrica de sucção é determinada pela soma da perda de carga na sucção com a diferença de nível entre o conjunto motobomba e o nível de captação de água. Lembrando, devemos adicionar 5% de perda de carga localizada.
Na prática, o diâmetro do tubo de sucção pode ser dimensionado seguindo o seguinte critério: Velocidade da passagem de água na sucção deve ser menor ou igual a 1 m/s.

Quando dimensionamos corretamente nosso projeto, podemos simplificar a escolha do diâmetro da sucção simplesmente escolhendo um tubo que esteja com o diâmetro comercial superior quando comparado com o utilizado pela linha principal. Ou seja, se na linha principal estou utilizando um tudo de 3", na sucção utilizarei uma tubulação com diâmetro de 4".


Também podemos verificar a velocidade da água pela fórmula: 

Q (m³/s) = A (m²) . v (m/s)
v = Q / A

onde:
Q = vazão
A = área da tubulação
v = velocidade

Já a altura manométrica é encontrada pela soma das informações que encontramos até agora, podendo ser simplificada pelas seguintes fórmulas:

H = Hr + Hs
ou
H = (Pell + Hf.lp + Hfs + DN)*1,05

onde: 
H = altura manométrica total
Hr = altura manométrica de recalque
Hs = altura manométrica de sucção
Pell = pressão de entrada na linha lateral
Hf.lp = perda de carga na linha principal
Hf.s = perda de carga na sucção
DN = diferença de nível no nível de captação de água até o ponto mais alto do sistema de irrigação
 1,05 = adição de 5% de perda de carga localizada


Esquematização da altura manométrica total


Com essas informações conseguiremos encontrar uma bomba que seja compatível com a vazão e altura manométrica total exigida pelo nosso projeto. Lembrando que essa bomba deve atender ao quesitos de NPSH disponível e NPSH exigido para evitar a cavitação. Podemos encontrar a bomba á partir de diversos fabricantes, onde a escolha vai depender a disponibilidade na sua região.

No canal da irrigação você encontra os catálogos dos principais fabricantes de equipamentos para irrigação.

Para finalizar o projeto basta realizar a lista de materiais e o memorial descritivo.

Foi dada como tarefa para os alunos da disciplina o dimensionamento de um projeto de irrigação por aspersão, onde a escolha do local e do tamanho da área fica a critério dos alunos.
Segue algumas sugestões de tópicos a serem abordados no projeto:

1 - Caracterização da área, cultura e sistema a ser implantado
2 - Lâmina de projeto
3 - Turno de rega
4 - Escolha do aspersor
5 - Dimensionamento da Linha lateral
6  - Dimensionamento da Linha principal
7 - Dimensionamento da Sucção
8 - Altura manométrica total
9 - Seleção da bomba
10 - Lista de materiais
11 - Memorial descritivo
12 - Layout

Com a finalização do projeto de aspersão, na próxima semana estaremos falando sobre o dimensionamento de um projeto de irrigação localizada. Aguarde!

Fique à vontade deixando seu comentário sobre o que você está achando desses resumos e do nosso trabalho abordando os assuntos relacionados à disciplina de Irrigação e Drenagem da UNESP de Ilha Solteira. 



Dúvidas?  Sugestões?
Ter seu feedback é muito importante para trabalharmos no aprimoramento de nossos conteúdos.

Aqui você encontra os outros resumos deste semestre.
Acompanhe todo o trabalho da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP de Ilha solteira a partir de:
Skype: equipe-lhi
Email: irriga@agr.feis.unesp.br
Irriga-L: http://www.agr.feis.unesp.br/irriga-l.php 


Nenhum comentário:

Postar um comentário